Anúncio
in

Como se comportar na entrevista de emprego

Você foi selecionado para a tão esperada entrevista! Ele revisou seu currículo, imprimiu uma cópia para entregar ao entrevistador, vestiu-se adequadamente, estudou sobre a empresa e mentalmente revisou as principais perguntas que precisava responder. Agora, apenas um detalhe está faltando: como se comportar no momento da entrevista. Devo saudar o entrevistador formal ou informalmente? Posso gesticular? Eu saio falando tudo para mostrar preparação ou espero que o entrevistador pergunte?

A redação do Guia de Carreira foi para falar com um especialista em entrevistas de seleção para responder a essas perguntas. Júlio Jota é o gerente de TI e Vendas da consultoria especializada em recrutamento de pessoas na página e explicou como se comportar na entrevista de emprego, com conselhos válidos para qualquer área ou cargo. Confira dez dicas a seguir!

Anúncio

Descubra a faculdade certa para você em 1 minuto!
1. Pontualidade
É básico, mas não custa reforçar: a programação para chegar ao cronograma combinado da entrevista é fundamental. Mas, e se algo der errado? O que fazer se algo inesperado acontecer e você não conseguir chegar a hora? Melhor desistir ou se atrasar sem falar nada?

Júlio diz que os entrevistadores sabem que contratempos podem ocorrer, principalmente nos grandes centros. O sinal é avisar, o quanto antes, que irá atrasar (bom para pequenos e grandes atrasos), mostrando cuidado e respeito com o entrevistador. “Essa atitude também será avaliada”, explica ele.

2. Esperando no quarto
Na recepção ou na sala onde a entrevista será realizada, ela não precisa parecer um robô: ela se sente confortável, mas sem exageros! O corpo fala e, naquele momento, quer mostrar interesse e energia.

Fique bem e confortável, sem parecer que você está jogando no sofá da sua casa. E mesmo que a ansiedade com a entrevista seja ótima, fique sentado. Andar de um lado para outro, bater no pé ou roer unhas são atitudes que não ajudam em nada, além de mostrar pouco controle emocional.

3. Entrevistador chegou
Você está sentado na sala de entrevista e chega ao entrevistador. Qual é o jeito certo de dizer olá? É um acento com a cabeça? Um discreto “oi”, para manter a distância e não parecer muito animado?

A sugestão do nosso especialista é muito objetiva: “Sempre pegue quando o entrevistador entra. Quando o candidato não se levanta, isso pode ser interpretado como falta de empatia ou educação.
Levante e cumprimente o entrevistador com um aperto de mão firme (você não precisa esmagar sua mão, mas não vale a pena o aperto de mão solto e desanimado). Júlio explica que o entrevistador quer sentir “uma energia positiva, um sinal de que o candidato está feliz naquele momento”. Portanto, na hora de cumprimentar o entrevistador, mostre um sorriso, uma aparência aberta e receptiva, olhe nos olhos e crie uma conexão com a pessoa que conduzirá a entrevista.

4. Estou nervoso. Posso dizer isso ao entrevistador?
“Dependendo da posição, se o candidato está muito nervoso, ele já pode estar fora do processo”, afirma Júlio. Também explica que normalmente os entrevistadores tentam deixar o candidato à vontade pelo menos uma vez. Se eles perguntarem “Você está nervoso?” (E você é), você pode dizer que você é um pouco, mas não estenda o assunto nem acha que com isso você tem uma desculpa para agir de alguma forma. A chave aqui é procurar recompor-se rapidamente e mostrar que você tem controle emocional.

5. Durante a conversa
Como agir durante a entrevista? Mostre que você está preparado e siga seu próprio itinerário ou tenha o inesperado e pense sobre o que deve ser respondido somente quando perguntado?

Segundo Júlio, nem uma coisa nem outra. É melhor mostrar que você está aberto e preparado, mas deixar o entrevistador conduzir a conversa e ter flexibilidade para se adaptar. E o jogo da cintura também se aplica ao estilo da conversa.

Se as perguntas se tornarem mais agressivas e desafiadoras, mantenha a calma e responda objetivamente. Pode ser que o entrevistado esteja testando como ele se comporta sob pressão. E se o entrevistador é para o outro lado, chamando-o pelo apelido, usando gírias e aparentando estar bem à vontade, a sugestão do especialista é adaptar-se sem se tornar “amigo íntimo”. Você pode sorrir, mas continuar a chamar o entrevistador pelo nome e evitar palavrões, mesmo que o entrevistador os use.

Ao falar sobre sua experiência, Julio recomenda “começar de macro para micro”, demonstrando uma clara linha de raciocínio. Você pode, por exemplo, começar falando brevemente sobre o que a empresa faz e em qual setor da economia ela opera. Em seguida, fale sobre qual departamento você trabalhou, qual é o seu papel e qual foi o seu diferencial. Imagine que você está respondendo a essas perguntas básicas: o quê? Como? Por quê? Qual é o resultado?
Por exemplo, com números e resultados qualitativos, ele também conta pontos naquela hora e Júlio avisa que “se não for solicitado, não é necessário trazer apresentações e relatórios”.

6. Você vai dar tempo para falar de tudo?
Em dúvida, pergunte. “Se o entrevistador não fala quanto tempo a entrevista, o entrevistado é inteligente para perguntar quanto tempo tem.” Conhecer as regras do jogo, é mais fácil de adaptar o discurso para o tempo disponível “, aconselha julho.

7. Posso gesticular?
Durante nossa conversa com o especialista em recrutamento e seleção, as expressões “naturalidade” e “bom senso” surgiram várias vezes. “Um dos segredos de comunicação como um todo, e que vai para uma entrevista, é naturalidade. Você não pode tentar ser algo que não é, mas que começa mal.” O entrevistador vai perceber isso “, ele adverte Júlio.

Ele diz que é positivo gesticulando, mostrando emoção na hora certa, mostrando que sente orgulho do que conquistou. O segredo é equilibrar a naturalidade com o senso comum, sem exagero.

8. É bom fazer perguntas no final?
Júlio diz que fazer algumas perguntas sobre a vaga e o horário da empresa (se o entrevistador não comentou) mostram que o candidato está interessado. Perguntas como quais são os desafios dessa oportunidade, se é uma nova posição ou substituição de alguém que saiu e quais os próximos passos do processo podem ser bem recebidos.

Já questões básicas sobre o que a empresa faz (espera-se que o candidato a queira), ou indague sobre salário e benefícios antes mesmo de saber se foi selecionado não aceita nada bem.

E pergunte como foi sua performance na entrevista? Nesse caso, Júlio recomenda cautela. Pergunte “E aí, você acha que eu fui bem?” Denota insegurança e vale, no máximo, para quem está disputando uma vaga de prática.

Mas as questões específicas sobre a seleção são liberadas. Você pode, por exemplo, dizer ao entrevistador: “Eu não sei se você pode comentar, mas eu gostaria de receber seu feedback sobre a vaga, eu queria entender se meu perfil se encaixa na posição”. Nesse caso, Júlio reforça que é importante aceitar a resposta e agradecer, sem fazer justificativas ou insistir.

9. O que dizer na despedida
Ufa terminou a entrevista!

Realmente? Lembre-se que sua posição está sendo avaliada do começo ao fim e não custa nada ser educado. Júlio recomenda despedir-se do entrevistador com o mesmo cuidado no início: “saudavelmente firme, olhar nos olhos e agradecer pela oportunidade”.

10. truques bônus: Chiclete, celular e outros escorregadio
“Não vá para a entrevista de forma alguma, encarar a conversa como um momento especial e estar lá de corpo e alma”, são algumas das recomendações gerais do especialista em como se comportar na entrevista de emprego. Júlio cita um pouco mais:

Desligue o telefone …
… e esqueça que existe. Se você tiver um caso muito especial, notifique o entrevistador no início. Por exemplo, diga: “Posso pedir um favor? Tenho um problema com meu filho, ele está no hospital e posso ter que atender ao telefone.

Você esqueceu de desligar e o telefone tocou no meio da entrevista? Não precisa entrar em pânico. Júlio alerta que não é por causa desse incidente que o candidato será eliminado e diz como lidar com a situação: “Desligue o aparelho imediatamente, peça desculpas e aja naturalmente, como se não tivesse acontecido”.

Avatar

Written by Redator

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 dicas para fazer quando estiver desempregado

1373 Novas Vagas Abertas agora em 2019! Não Perca essa Oportunidade!